Fonte Nova passa no teste no Ba-Vi

Apesar de verificar mais acertos que erros, governador promete excelência nas Copas
arena fonte nova

Reaberta após 64 meses, a Arena Fonte Nova passou em seu primeiro teste. Assim como na goleada do Vitória (5 a 1) no Ba-Vi que marcou a reinauguração, os acertos na operação se sobrepuseram aos erros.

O esquema de trânsito no entorno do estádio funcionou graças ao fechamento de vias próximas. Apesar disso, torcedores reclamaram de falta de vagas mais próximas ao estádio. A questão, no entanto, já tem solução. Por uma opção operacional, um dos estacionamentos subterrâneos não esteve aberto para uso.

Do lado de dentro, além da beleza estética da Fonte, orientadores de público ajudaram os presentes a se situarem no renovado estádio. A medida funcionou.

Apesar do êxito no cômputo geral, existem ajustes a serem feitos. Os caixas nos bares no interior dos aneis das arquibancadas, por exemplo, carecem de mais guichês. O atendimento ficou sobrecarregado, sobretudo no intervalo do clássico.

Há também uma questão de tecnologia da informação a ser solucionada. Na tribuna de imprensa, não há tomadas para que computadores sejam conectados. A rede sem fio, por sua vez, funcionou.

O governador da Bahia, Jacques Wagner, disse antes de a bola rolar que o estádio ainda não estava com sua operação 100% afinada:

– Alcançaremos a excelência na Copa das Confederações e, sobretudo, na Copa do Mundo.
Frank Alcântara, presidente da Arena Fonte Nova, afirmou que os erros serão sanados, e ressaltou que, apesar de a Fifa não chancelar o jogo de reabertura, o evento foi, sim, um evento-teste.O jogo deste domingo não teve caráter de evento-teste para a Fifa, o que só ocorrerá no novo duelo entre Bahia e Vitória, dia 28 de abril. Domingo, pessoas do Comitê Oraganizador Local da Copa (COL) e da Fifa apenas assisitiram ao jogo, mas não trabalharam efetivamente no plano operacional.

– Este foi nosso maior teste. A partir dele, alinharemos as operações – disse Alcântara.

O que se viu na Fonte Nova, contudo, foi uma evolução ao que foi observado nas inaugurações do Castelão e do Mineirão. Nestes dois estádios, os problemas na abertura foram bem mais preocupantes. Acesso, falta de água e informações foram reclamações recorrentes em Fortaleza e Belo Horizonte.

Com três arenas da Copa das Confederações de pé, a bola agora está com a Arena Pernambuco, próximo estádio a ser aberto. Dia 22 de maio, o Naútico jogará contra adversário ainda indefinido pela Copa do Brasil.
Fonte: Lancenet

Comentários

Notícias Relacionadas

Dia das Crianças: 42 unidades recebem apresentação... Em comemoração ao Dia das Crianças, a Secretaria de Educação de Santa Bárbara d’Oeste promoverá apresentações do Palhaço Pipoquinha. Mais de 14,4 mil ...
Dicas para fazer seu cabelo crescer mais rápido Se o seu cabelo parou de crescer ou está devagar quase parando, alguma coisa pode estar acontecendo com ele. Para você fazer parte da turma da Rapunze...
Sebrae-SP e Ciesp Americana convidam para a pales... Para sensibilizar o empresário sobre como melhorar seu negócio, o Escritório Regional do Sebrae-SP em Piracicaba  e o Centro das Indústrias do Estado ...
Vídeos de partes íntimas de passageiras de metrô d... Pessoas mal intencionadas andam gravando vídeos de partes íntimas das mulheres no metrô da capital paulista. Nádegas, decotes, pernas e até lingeries...