Empresa substitui sua fábrica por impressoras 3D e reduz 45% dos custos

Tecnologia é brasileira e utiliza material e reaproveitável

 

Uma empresa especializada em soluções ortopédicas para pés e pernas completou oito meses confeccionando seus produtos em Impressoras 3D. A “Pés Sem Dor” produzia palmilhas e sandálias sob medida numa fábrica de 600 m2 em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A estrutura foi reduzida para 80 m2, mais próximo da sua sede e dos pontos de venda.

O antigo processo utilizava EVA, uma espuma que necessita de descarte seguro em caçambas. Além dos fortes ruídos, a confecção levava até uma semana. A empresa gastava 12% de suas vendas com a fábrica.

Segundo Thomas Case, fundador da Catho e diretor da Pés Sem Dor, a produção passou a ser totalmente digital. 

“Agora, os produtos são feitos de um elastômero flexível chamado TPU. A precisão das impressoras permite que sejamos a única empresa de saúde que dá garantia de acabar com dores ou devolve o dinheiro.” Afirma o empresário.

As 30 impressoras foram desenvolvidas com tecnologia brasileira, na região metropolitana de Campinas/SP. Juntas, confeccionam 1500 palmilhas por mês.

Case enfatiza vantagens na economia e produtividade: “Nosso prazo de entrega caiu para dois dias e os custos com aluguel, luz e logística reduziram em 45%. Além disso o material permite que restos e devoluções sejam reciclados e reaproveitados.

Mais informações sobre a tecnologia utilizada, acesse www.pessemdor.com.br

A Pés Sem Dor foi fundada em 2009 pelo americano Thomas A. Case. É a primeira a confeccionar palmilhas ortopédicas sob medida em impressoras 3D. Já atendeu mais de 50 mil pessoas e conta com parceiros na Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e China.

 

Comentários