Em SP, alunos de 80 escolas aprenderão a fazer massagem cardíaca

Iniciativa da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) visa multiplicar conhecimento, com o propósito de diminuir a incidência e o número de mortes por doenças cardiovasculares. Treinamento aconcete neste sábado, dia 17 de junho, das 8h às 17h
Com intuito de diminuir a incidência e o número de mortes por doenças cardiovasculares, a Sociedade de Cardiologia do Estado (Socesp), promove gratuitamente todo ano em seu congresso, um treinamento em massa de ressuscitação cardiopulmonar para os alunos da rede pública e também a população em geral.

A iniciativa visa ajudar os participantes a aprender a realizar as compreensões torácicas, que aumentam em até quatro vezes as chances de sobrevivência de uma pessoa que tenha um quadro de parada cardíaca.

Este ano, além do manequim de garrafa pet, conhecido como “Guizinho”, que simula os procedimentos em casos reais, com o propósito de tornar o treinamento mais lúdico, de fácil acesso e compreensão da população, principalmente das crianças e jovens, que são potenciais multiplicadores de informação, a Socesp, por meio do “Projeto Nós Cuidamos do seu Coração”, gravou música que será apresentada no sábado, dia 17 de junho, das 8h às 17h, no 38o Congresso de Cardiologia da entidade, que acontecerá no Transamerica Expo Center (SP).

Na ocasião, mais de três mil alunos de 80 escolas públicas de São Paulo participarão do treinamento, além do público em geral.

De autoria do cardiologista Agnaldo Píspico, diretor do Centro de Treinamento em Emergências da Socesp, a canção mostra passo a passo como se deve agir para salvar a vida de uma pessoa que esteja sofrendo uma parada cardíaca.

“A música e seu ritmo ensinam o ouvinte a aprender a reconhecer uma parada cardíaca, iniciar as compressões, ligar para o número de emergência e aguardar a ajuda adequada”, explica o cardiologista.

O treinamento é gratuito e aberto ao público. Para participar, basta que o interessado acesse o site http://www.treinamentoemmassa.com.br/site/2017.html e faça a inscrição.

 

 

Letra da música

(Cantado)

E aí meu irmão,

Salve um coração,

Use suas mãos,

Não pare a compressão

 

(Falado)

O papo é sério, não tem mistério.

Quando alguém que não consegue

Acordar, respirar. Não é pra desesperar.

A ajuda vem com o DEA.

É o DEA que você tem que chamar

192..192..192…. não é pra se desesperar. E enquanto a ajuda não chegar,

As compressões têm que começar,

As compressões têm que começar.

 

E aí meu irmão,

Salve um coração,

Use suas mãos,

Não pare a compressão.

 

(Locutor)

Não pare a compressão. Tempo é vida quando se trata de coração.

 

Compositor: Agnaldo Píspico

Criação e Produção: Jorge Alexandre e JAproduções

Link para baixar a música: https://we.tl/CHC5ShTFgQ

 

Dados alarmantes

Doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil. O País registra cerca de 350 mil óbitos por infarto todos os anos, e metade das vítimas falece em até uma hora a partir da manifestação dos primeiros sintomas.

A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP) aponta que, em média, no Brasil, morrem, por dia, cerca de 720 pessoas vítimas de ataques do coração. Ocorre um óbito a cada minuto e meio.

De acordo com a última Pesquisa Nacional da Saúde (PNS), as doenças cardiovasculares também causam grandes custos com relação a internações hospitalares.

Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, em 2024, o Brasil deverá subir para a primeira posição no ranking de mortes por essas doenças.

SOCESP – SOCIEDADE DE CARDIOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO

 

Comentários