Dia Nacional do Livro Infantil: Santa Bárbara d’Oeste segue formando novos leitores

“Foi muito bom poder conhecer novos livros de maneira tão divertida. Não vejo a hora de participar de novo”, relatou Letícia Caroline Carneiro, 10 anos, aluna do CAIC “Irmã Dulce”, no Santa Rita, sobre o projeto “Encantalendo”, que acontece nas escolas municipais de Santa Bárbara d´Oeste.

Letícia está no 5º ano e agora tem um novo olhar sobre a literatura. “A gente podia escolher o livro de preferência e escutar a história de forma cativante em um local tranqüilo e aconchegante”, declarou a estudante, que passou a gostar muito de ler.

Nesta quarta-feira (18) foi comemorado o Dia Nacional do Livro Nacional, mesmo dia em que Monteiro Lobato, o ícone da literatura infantil, nasceu. Data ideal para destacar a prática permanente da Prefeitura em estimular e encantar os alunos da rede municipal de ensino com leitura de qualidade. As atividades são desenvolvidas por meio de rodas de leitura, leitura nas bibliotecas das unidades, além da leitura diária do professor e também com projetos específicos, com destaque o “Encantalendo”.

“A Secretaria de Educação acredita que o trabalho com leitura é condição essencial para promover uma educação de qualidade, transformadora e de igualdade. E isso é possível com a escola obtendo sucesso na formação de leitores. Ler e escrever são duas faces da mesma moeda, através da literatura infantil é possível facilitar o acesso à cultura e a melhorar o processo de aprendizagem permitindo que as crianças compreendam e apreciem ainda mais o que se lê”, explicou a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva.

O projeto Encantalendo

Iniciado em abril de 2016, o “Encantalendo” visa criar uma comunidade de novos leitores, tendo os professores como leitores-modelo. Docentes, alunos e funcionários são envolvidos no projeto, de modo a despertar o maior interesse. Realizado bimestralmente em todas as escolas municipais, o projeto abrange crianças das creches, com leitura para bebês até a EJA (Educação de Jovens e Adultos), envolvendo mais de 15 mil alunos.

Para realizar o “Encantalendo”, os educadores selecionam previamente diversos livros. Cada estudante escolhe o título de leitura preferida por meio de votação das opções expostas nos murais da escola. Após o processo democrático de escolha são oferecidas sessões simultâneas de leitura em diversos locais da escola onde é promovida a interação com o enredo e junto aos participantes.

O projeto desperta o desejo de conhecer obras e autores já que cada professor é responsável por divulgar uma obra e depois e lê-la em um espaço da escola. O professor como leitor modelo estimula os alunos a prática por meio do bom exemplo. A leitura promove novos saberes e descobertas e esse processo auxilia muito na aprendizagem.

Acervo

A Prefeitura disponibiliza aproximadamente 103 mil livros, entre eles os de literatura infantil, que podem ser locados na Biblioteca Pública Municipal “Maria Aparecida de Almeida Nogueira”, no Centro, o Centro Cultural e Biblioteca “Professor Léo Sallum”, na Cidade Nova, Biblioteca “Neide Crocomo” do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados), no Planalto do Sol e a Biblioteca Municipal CAIC Irmã Dulce, no Jardim Santa Rita. Para efetuar o cadastro basta levar RG ou Certidão de Nascimento e Comprovante de Endereço. Os menores de 15 anos devem estar acompanhados dos pais.

Comentários