Santa Bárbara d´Oeste

Dia do trabalho: conheça os piores empregos do mundo

13_25_56_775_file

Higienizador de elefante

Sim, existem pessoas que são pagas para limpar as fezes e o traseiro dos elefantes. Isso é necessário para a sujeira não atrair os ratos — o pesadelo dos grandões!
Parte boa: você cria um laço muito profundo com o animal
Parte ruim: ter que colocar, literalmente, a “mão na massa”
Pesadelo: diarreia

limpador de esgoto

 

Limpador de esgoto em Nova Déli, na Índia

Se você já teve alguma vez que desentupir uma fossa, você pode ter uma vaga noção do tipo de emprego que tem Devi Lal. Ele trabalha para o serviço de limpeza sanitária de Nova Déli, na Índia e, de tempos em tempos, tem que usar seu shortinho roxo pra se enfiar em um poço de excremento com dois metros de profundidade e tirar de lá todo o tipo de dejeto que uma cidade — na Índia, onde vaca é sagrada e pode usar o banheiro da casa — é capaz de produzir. O jornal britânico The Sun até elegeu o trabalho de Devi como o pior do mundo!
Parte boa: estabilidade de emprego
Parte ruim: você NUNCA vai conseguir indicar alguém para o seu lugar
Pesadelo: quando você diz que teve um “dia cheio”, pelo cheiro do seu corpo, todo mundo sabe cheio de quê

Foto: Thinkstock

 

desodorantesEspecialista em desodorante

Como você acha que sabem que o seu desodorante protege por 48 horas e não mancha a roupa? Alguém tem que testar isso. Por isso, tem uma galera que recebe para ficar sentindo o cheiro da axila dos outros
Parte boa: você ganha desodorante de graça
Parte ruim: o trabalho em si
Pesadelo: a cobaia ter feito três baldeações de trens e ter passado pela Sé antes de chegar para os testes…

Foto: Reprodução/LOLJAM

 

animal atropeladoRecolhedor de animais atropelados

Não tem nem o que explicar, certo? Você é contratado para recolher carcaças de animais que não foram rápidos o bastante para escapar dos carros
Parte boa: quando você chega cedo – mas não tão cedo para ver o animal morrendo
Parte ruim: quando você chega tarde demais e o bicho já virou pasto de verme
Pesadelo: o animal que foi atropelado é um ser humano

Foto: Thinkstock

 

banheiro quimicoLimpador de banheiro químico

Se limpar banheiro fosse agradável, não era punição de recruta de exército. Limpar banheiro químico, daqueles portáteis, pode ser o pior tipo de banheiro para se lavar. É uma mistura de coletor de lixo e lavagem intestinal — com as piores partes de ambos.
Parte boa: o adicional de insalubridade é alto
Parte ruim: o trabalho em si
Pesadelo: ser chamado para trabalhar numa Oktoberfest, num Rock In Rio ou no Carnaval

Foto: Thinkstock

 

comida de gatoVerificador de qualidade em comida de gato

John Hanson, britânico, diz ter tido o pior de todos os empregos. Ele testava a qualidade das rações de gato. Seu trabalho tinha três etapas. Na primeira, ele tinha que meter a cara dentro de um grande reservatório de papinha para ver se ela estava fresca. Se não estivesse, ele passava mal com o cheiro de podre. Na segunda parte, ele metia os braços até o cotovelo naquela massa nojenta pra ver se não encontrava nenhum ossinho. A etapa três, que é mais fácil, ele tinha que espalhar a ração em uma superfície lisa para ver o tanto que ela estava granulada.
Parte boa: se você tem um gato, ele te ama
Parte ruim: se você não tem gato, vai acabar tendo, porque eles vão te seguir na rua
Pesadelo: ser alérgico a pelo de gato

Foto: Thinkstock

 

faxineiroFaxineiro de cinema pornô

Se você não é um adolescente macho em plena ebulição hormonal, este não é o emprego dos seus sonhos. Se você é, não se preocupe — você vai crescer e, quando isso acontecer, este não vai ser mais o emprego dos seus sonhos.
Parte boa: passe livre pra ver todo filme de sacanagem que existe do mundo
Parte ruim: limpar toda a sujeira da sala, na vida real
Pesadelo: aquela mancha de maionese que ninguém garante que é maionese

Foto: Thinkstock

 

desentupidor de banheiroDesentupidor de banheiro público

Limpar o banheiro da própria casa já não é uma tarefa muito agradável, não é? Agora, imaginem limpar o banheiro onde passam milhares de pessoas em um dia?
Parte boa: você não precisa parar o que está fazendo se tiver uma diarreia
Parte ruim: ter que limpar a sua sujeira e a dos outros
Pesadelo: aquela galera que faz xixi no cesto de lixo e entope a privada com rolos de papel higiênico

Foto: Reprodução/LOLJAM

 

picadaPesquisador de picadura de pernilongo

Nos países em que existe risco de malária — você pode botar o Brasil na lista — é preciso que haja um pesquisador de picada, para que os cientistas sejam capazes de investigar os hábitos alimentares dos pernilongos. Um pesquisador, portanto, oferece seu corpo, duas vezes por semana, para que pernilongos dos mais diversos tipos piquem seu corpo.
Parte boa: é só duas vezes por semana – você faz seu trabalho e, depois, pica a mula
Parte ruim: é um emprego que, quem escolhe, arruma sarna pra se coçar
Pesadelo: pegar malária e ficar amarelo como um personagem de Os Simpsons. É o fim da picada!

Foto: Thinkstock

 

 

masturbador de caesMasturbador de animais

Um masturbador de animais é extremamente necessário quando se trabalha com reprodução ou quando é preciso fazer uma inseminação artificial. Se você ficou parado na sala, enquanto o poodle da sua sogra furunfava na sua perna, você leva jeito para a coisa, mas não é, ainda, um masturbador de animais. Isso é um trabalho para um veterinário ou um biólogo, que são pessoas que, geralmente amam os animais. Por isso, eles podem se opor ao método elétrico, que faz uso de descargas elétricas para provocar a ejaculação. Quando é assim, eles têm que fazer o trabalho com as próprias mãos.
Parte boa: quando o animal acerta o alvo
Parte ruim: quando ele erra
Pesadelo: ouvir sempre a mesma piada — “tá de gozação, né?” — cada vez que você fala do seu emprego

Foto: Thinkstock

 

peidoCheirador de pum

Michael Levitt, gastroenterologista de Mineápolis (EUA), foi quem inventou essa. Ele quis descobrir qual a parte mais fedida do pum e, para isso, criou dois empregos desagradáveis. O primeiro deles é o dos peidorrentos, que são obrigados a comer feijão e soltar suas bufas dentro de pequenos sacos plásticos. Daí vêm os cheiradores, que sugam os puns com uma seringa e os colocam dentro de reservatórios. Mais tarde, eles se sentarão diante de cem destes reservatórios e cheirarão um por um deles, para fazer anotações sobre quão ruim cada um dos peidos é.
Parte boa: paga-se bem
Parte ruim: seja quanto for, não é o bastante.
Pesadelo: ter que fazer jornada dupla, como flatulento e, depois, cheirador

Foto: Thinkstock

 

proctologista de elefanteProctologista de elefante

É, camarada, alguém tem que fazer isso. A pessoa veste uma roupa toda especial e se enfia por dentro do traseiro do bichão para examinar a próstata. Só pra dar um toque… Nesse exame, o dedo é você!
Parte boa: o salário é bom
Parte ruim: não vale a pena
Pesadelo: o elefante estar com problemas intestinais…

Foto: Reprodução/LOLJAM

 

Fonte: R7

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.