Deputados acompanham entrega de novos trens em Osasco

Lucas Augusto1Foto: Divulgação

 O governador de São Paulo deu início, nesta quinta-feira, 24/1, às obras do Complexo de Manutenção Presidente Altino 2 da CPTM, em Osasco, destinado à manutenção da frota de trens, que vem sendo renovada e ampliada. O novo programa de obras visa a modernização e recapacitação do sistema ferroviário e das estações, com investimento em torno de R$ 165 milhões. No mesmo ato, Alckmin entregou novos trens à cidade.

Acompanhado pe­lo presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Celso Giglio (PSDB) e o também deputado João Caramez (PSDB), Alckmin inspecionou as novas instalações e os novos veículos de alta precisão. Estes foram adquiridos para completar a frota da companhia e haverá a entrega de mais oito trens da PPP vencida pela CAF para o fornecimento de 36 trens para a Linha 8-Diamante. Com a nova entrega, totalizam 30 trens. Os demais serão entregues ao longo deste ano.
Para Celso Giglio a entrega dos novos trens é muito importante. “Uma das reivindicações da população era a extensão do metrô de superfície. Mas a região estará muito bem servida com esse incremento e a reformulação da frota da CPTM. São trens novos, bonitos e extremamente modernos, que proporcionarão grande comodidade e um bom atendimento a todos. É o que a população merece!”, completou.

Ampliação da frota

Na área da expansão do metrô, o governador informou que há várias obras em curso, além de novas licitações a serem brevemente anunciadas. Este novo empreendimento faz parte de um programa de modernização da CPTM, que destina-se à manutenção da frota ferroviária.
O complexo é composto por 30 mil m² de edificações, área equivalente a quatro campos de futebol. O galpão principal terá 15,5 mil m² e capacidade para serviços em seis trens compostos de quatro carros cada, simultaneamente. Em outra área de 5.700 metros quadrados serão feitas pintura e lavagem de componentes e peças utilizadas nos trens, além da manutenção de motores elétricos. O composto todo ainda abrigará oficina de revisão geral e reforma de trens; laboratório eletrônico; área para armazenamento de materiais e resíduos industriais, além de área de suporte para empregados (vestiários, refeitório e sanitários).
O processo de licitação foi concluído e as empresas contratadas por meio de consórcio são: Trail, Tiisa e Cosbem, que deverão construir e fornecer todos os equipamentos necessários.

 

 

Fonte: ALESP

 

Comentários