Defesa Civil na Escola orienta 500 alunos da Emefei Antonia Fagnoli Furlan

Em caso de queimada ou incêndio, a cortina de fumaça tóxica fica em cima e o oxigênio embaixo. O ideal é abaixar para respirar o oxigênio.  Esta foi uma das orientações que os alunos da Emefei (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Educação Infantil) “Antonia Fagnoli Furlan”, no 31 de Março, receberam e praticaram no labirinto de evacuação para casos de incêndio durante atividade lúdica do Programa “Defesa Civil na Escola”.

Mais de 500 crianças da educação infantil ao ensino fundamental I participaram da ação. Essa foi a primeira escola a receber o programa este ano.

Promovido pela Prefeitura de Santa Bárbara d´Oeste, o “Defesa Civil na Escola” tem objetivo de criar uma cultura de prevenção e autodefesa, incorporando conceitos de redução de risco de desastre e/ou acidentes à educação escolar, além de preservação do meio ambiente.

As atividades na Emefei “Antonia Fagnoli Furlan” começaram ano passado e seguem nos próximos dias. Um simulado de incêndio está marcado para o próximo dia 22 e a última atividade para o dia 30, com a passeata educativa integrada com a EMEI “Profª Mariana Fracassi Schimidt” e a Escola Estadual “Profª Benedicta Aranha de Oliveira Lino”, com o tema queimadas urbanas.

As próximas escolas agendadas para receber o “Defesa Civil na Escola” são CAIC “Irmã Dulce”, no Santa Rita,  CIEP “Dom Eduardo Koaik”, no Planalto do Sol e Escola Estadual Monsenhor Henrique Nicopelli, no Jardim Pérola.

Sobre o Defesa Civil na Escola

O “Defesa Civil na Escola” é composto por cinco encontros com os alunos, após a formação de professores.  No “Defesa Civil e Aventura Game” , é abordada a concepção de desastre, com orientações do que fazer em tempestade de raios, deslizamento de terra, porque não atravessar enxurrada e áreas de alagamento, o que fazer em casos de queimadas urbanas e como utilizar os sistemas de emergência. Na “Educação Itinerante” vários temas são abordados com o DAE, Secretaria de Saúde e Secretaria de Meio Ambiente. Na “Atividade Lúdica – Treinamento de evacuação do prédio”, os alunos aprendem o que fazer em caso de incêndio.  Depois tem o “Simulado de Incêndio”, com a atuação da Defesa Civil, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros. O programa é finalizado com um último encontro com bate papo sobre animais sinantrópicos com pais e comunidade, em parceria com o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e passeata educativa com a Defesa Civil, Guarda Municiopal, DAE (Departamento de Água e Esgoto) e Corpo de Bombeiros.

Comentários