Cuide do seu pet para evitar a transmissão de doenças para as crianças

Especialistas da Zoetis, empresa global de saúde animal, dão dicas de prevenção

Crianças adoram brincar, abraçar e beijar os seus animais de estimação. Com todo esse contato, é preciso ficar atento à saúde dos cães e gatos da casa, pois diversas doenças podem ser transmitidas aos humanos – são as chamadas zoonoses.


Especialistas da Zoetis, empresa global de saúde animal, dão dicas de prevenção. Confira.


GIARDÍASE


A infecção, causada pelo protozoário Giardia lamblia, é bastante comum. “Os principais sintomas são diarreia, fezes pastosas e fétidas, vômitos, dor abdominal, desidratação e perda de peso. Em casos mais graves, podem levar o cão à morte”, afirma Fabiana Avelar, gerente de Produto de Animais de Companhia da Zoetis. Por conta destes sintomas, a infecção pode ser facilmente confundida com outras enfermidades intestinais e tratada de maneira incorreta. Por isso, é fundamental preveni-la.


Transmissão


O contágio ocorre quando há a ingestão de água ou alimentos contaminados pelos cistos (“ovos”) do protozoário, presentes nas fezes de cães contaminados. Estudos científicos revelam que uma em cada cinco crianças brasileiras em fase pré-escolar (de 2 a 6 anos) apresentam infecção por giardíase. Em creches, a frequência da doença chega a atingir mais da metade das crianças, devido ao uso de água não fervida e não filtrada. 


Aliás, a giardíase é a principal infecção intestinal detectada nestes estabelecimentos. A lavagem das mãos apenas com água também é um fator de risco para a infecção.


Prevenção e tratamento


Para proteger o animal da giardíase, a vacina é a melhor opção. Isso porque, apesar de haver tratamentos disponíveis, as reinfecções são frequentes na maioria dos casos, pois os cistos eliminados nas fezes podem contaminar novamente o ambiente e causar nova infecção. Já crianças e adultos devem consumir água filtrada, lavar as mãos com água e sabão e evitar contatos com fezes de animais contaminados.


SARNAS


A sarna sarcóptica é uma parasitose extremamente contagiosa causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei. “Os principais sintomas são coceira intensa, inflamação na pele e queda de pelos”, explica Simone Leiderman, gerente de Marketing de Animais de Companhia da Zoetis.


Transmissão


Por contato direto com os animais enfermos.


Prevenção e tratamento


A melhor prevenção é evitar o contato com animais contaminados. Já o tratamento é determinado pelo médico veterinário, de acordo com cada animal e a evolução da doença. 


RAIVA


A raiva é causada por vírus transmitido por animais silvestres, como morcegos, gambás e macacos, que contaminam cachorros, gatos e humanos. Nos cães, os principais sintomas são agressividade repentina, salivação excessiva e paralisia. Mudanças de comportamento no animal, como tornar-se quieto, cansado e isolado em locais escuros, também podem ser sinais da doença.
 
Transmissão


O contágio ocorre principalmente pela mordida de cães infectados pelo vírus.

 
Prevenção e tratamento


“Vacinar o seu cão é a melhor forma de prevenir a raiva, pois a enfermidade é fatal na maioria dos casos”, afirma Fabiana.

Informações: ZOETIS
Site: www.zoetis.com.br

Fonte: Jornal do Lulu

Comentários

comentários