24Horas Santa Bárbara d´Oeste

Criação dos personagens exige leitura e pesquisa na 20ª edição do Espetáculo Via Crucis


O ator quando está no palco não é mais ele. Seu pensar e seu agir dão lugar ao do outro, mais propriamente ao do personagem que interpreta. Essa é a etapa atual da 20ª edição do Espetáculo Via Crucis de Santa Bárbara d’Oeste. Logo após o anúncio do elenco, a fase é de criação das cenas, dirigidas pelo diretor artístico Otávio Delaneza, e assim é preciso que os atores já tenham decorado as suas falas e tragam propostas de interpretação para se tornarem de fato o outro.
Em 2017 são mais de 100 personagens, entre protagonistas, antagonistas e elenco de apoio, sendo que todos têm a sua importância na montagem. O ator Thiago Gonçalves neste ano dá vida ao sacerdote Jeremias, que trama contra Jesus. Pode ser considerado o primeiro personagem adulto interpretado por ele, que já viveu o cego, um dos zelotes de Barrabás e o endemoniado.
“Fiquei surpreso, não esperava essa responsabilidade. Estou vendo filmes e crio muita coisa durante o ensaio, com a ajuda do Vinícius Pestana (sacerdote Malaquias), que divide as cenas comigo. Nós conversamos bastante, combinamos quais serão nossas reações, trazemos acessórios para a cena, pensamos na postura e na voz dos personagens, que são autoridades e precisam de uma composição mais séria”, comentou.

 

Ele vem de uma família de atores, o seu pai, Amauri Gonçalves de Oliveira, é um dos idealizadores da Cia de Teatro Xekmat, com mais de 20 anos de história na cidade e sua mãe, Renata de Paula, participa da Confraria do Conto. “O fato de meu pai ser ator profissional facilita porque posso pedir dicas. Já nasci no teatro, desde criança assisto peças e participo. Quando assisti o Via Crucis gostei muito e fiquei com vontade de participar. Meus pais me incentivaram e desde 2013 estou aqui.”
Pela primeira vez na montagem, Carlos Henrique Taioqui interpretará Efrat, o paralítico, numa das cenas dos milagres feitos por Jesus. “Começamos a marcação de cena e o nosso diretor passou a proposta do que ele e a equipe de criação queriam, dando uma base para criarmos, nos auxiliando e ajudando”, afirmou. Segundo ele, foi preciso conhecer o personagem tendo como base o estudo. “Entender quem ele é através dos textos bíblicos, conversando com o dramaturgo, Denis Espanhol, com o elenco, com pessoas que já fizeram esse personagem, assistindo vídeos e documentários. É um processo incrível de crescimento, tanto teatral como pessoal, em se colocar no lugar de um paralítico que não anda há 38 anos e receber a cura. A cada ensaio, um novo aprendizado e uma emoção em fazer parte desse espetáculo”.
No caso de Carolina Brito, a Samaritana, a proposta é apresentar em cena o peso que a personagem traz da vida; o sofrimento, o preconceito sofrido por já ter sido casada quatro vezes e ainda adivergência religiosa no momento em que dialoga com Jesus. “Compor a Samaritana está sendo um trabalho árduo, porém muito prazeroso. Nesse processo de criação, estou fazendo uma varredura para extrair o máximo de códigos e informações possíveis, através de filmes, documentários, passagens biblicas no qual ela é citada, fotos, textos, e também buscando me familiarizar com o ambiente, sons, roupas e costumes da época. As pessoas podem esperar ver em cena uma mulher forte, que carrega não somente um jarro, mas sim todo o peso do sofrimento, preconceito, rejeição e humilhação que a cerca”.
A peça será encenada no CSU (Centro Social Urbano), de 9 a 16 de abril, sempre às 20 horas, com entrada franca. No sábado, 8 de abril, será realizada a pré-estreia, voltada à imprensa, autoridades, patrocinadores e convidados. O Espetáculo Via Crucis é uma realização do Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste e Via Cultura, com patrocínio dos Supermercados Pague Menos, apoio Broto Legal, Cofaco, Unimed, EPTV, Grupo Liberal de Comunicação e produção cultural 3marias.

 

Site: www.espetaculoviacrucis.com.br

 

 

Assessoria de Imprensa

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br