Brasil / Mundo

Contribuintes terão que declarar criptomoedas em seu Imposto de Renda 2018

Que saber como declarar criptomoedas em seu IR 2018? Veja como declarar tanto posse quanto lucratividade com Bitcoin e outras criptomoedas.

Desde o dia 01 de março iniciou a temporada para que os contribuintes declarem o Imposto de Renda 2018. A novidade para esse ano é que os contribuintes terão que declarar criptomoedas, um detalhe que faz grande diferença.

Tanto a posse quanto os lucros deverão ser informados ao Fisco, independente se o contribuinte utiliza a moeda virtual Bitcoin, Ethereum ou outras.

Imposto de Renda exige que contribuintes declarem moedas virtuais

Os contribuintes que compraram e/ou lucraram com as criptomoedas em 2017, terão que prestar contas à Receita Federal. Os prazos para essa declaração será o mesmo para quem não possui as moedas virtuais, ou seja, de 1º de março a 30 de abril.

Joaquim Adir, supervisor nacional do IR do Fisco, enfatizou a importância de todos os bens dos contribuintes serem declarados e isso inclui as criptomoedas.

E dentro dessa exigência estão os contribuintes que lucraram acima de R$ 35.000 com a venda de Bitcoins e outras moedas virtuais, como também aqueles que tiveram mais de R$ 5.000 em criptomoedas até o último dia de 2017.

As moedas virtuais terão de ser declaradas em “Bens e Direitos”, que é a aba usada para declarar imóveis e automóveis. O que mais intriga nessa questão é o fato de que a criptomoedas oferecem, como grande destaque, o fato do anonimato.

Ou seja, é praticamente impossível associar qualquer valor ao seu dono, portanto, como o órgão poderá confirmar a veracidade da informação por parte do contribuinte?

Como funciona as regras para quem negociou a moeda virtual antes de 2017 e não declarou?

Se antes de 2017 você já trabalhava com as moedas virtuais, como o Bitcoin ou outras criptomoedas, e não declarou ao Fisco, você pode fazer a retificação em suas declarações anteriores.

Porém, é importante saber que será cobrado impostos, com multas e juros. Para obter maiores informações sobre o procedimento, é preciso contatar profissionais para melhor auxílio.

Por que as criptomoedas precisam entrar no IR?

As moedas virtuais tiveram forte valorização no ano passado, por exemplo, o Bitcoin valorizou em 400%. Isso se tornou um fator importante para que os contribuintes tenham que declarar no Imposto de Renda o que gastou na aquisição, bem como também quanto lucraram.

Embora as criptomoedas não estejam regulamentadas, elas precisam ser declaradas e muitos investidores não sabem como proceder. A regra é clara e enfatiza que é preciso declarar todas as pessoas físicas que moram no Brasil e que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, ano base.

Porém, por ser uma moeda virtual e não ter registro fica difícil obter informações exatas e seguras. É quase impossível comprovar com quem está, já que a moeda não é rastreável.

Para os próximos anos a Receita irá ter um posicionamento mais efetivo e os contribuintes terão que ficar mais atentos a essa questão.

 

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br