Começo de ano é hora de rever a cobertura do seu seguro

Acabamos de ingressar em um novo ano, e com esse novo começo, é preciso rever algumas coisas em nossas vidas, tanto pessoais como financeiras. Isso inclui a cobertura do seu seguro de carro.

Para rever a cobertura do seu seguro, é importante que você saiba avaliar algumas questões que mostraremos aqui nesse artigo. Por isso, se não sabe está pensando em mudar alguma coisa no seu seguro, ou mesmo fazer uma simulação de seguro, caso ainda não tenha, acompanhe.

Avalie a cobertura do seu seguro

A primeira coisa que você deve se atentar é se a cobertura do seu seguro é completa ou básica, e se vale a pena mantê-la como está, ou mudá-la. Para tal, entenda melhor as diferenças entre esses dois tipos de cobertura:

Cobertura completa: como o próprio nome diz, é uma cobertura de seguro que abrange praticamente todos os problemas ou desventuras que possam acontecer com um veículo. Esse é um serviço de custo mais alto, no entanto, garante muito mais tranquilidade na resolução de qualquer questão que venha a surgir. Um seguro de cobertura completa cobre situações como:

  • Colisão e incêndio;
  • Roubo e furto;
  • Guincho e assistência 24 horas;
  • Danos materiais, ou corporais provocados a terceiros, assim como acidentes pessoais de passageiros;
  • Despesas extraordinárias e cobertura do kit gás;
  • Garantias de indenização e danos morais.

Cobertura básica: uma opção de custo mais acessível e que garante apenas a resolução de questões como:

  • Roubo e furto;
  • Guincho e assistência 24h.

Muito mais simples que a primeira opção, mas também muito viável em alguns casos.

Dicas para rever a cobertura do seu seguro

Dito isso, vamos as dicas para que você possa rever a cobertura do seu seguro, e contratar um serviço mais adequado às suas necessidades.

  1. Analise os pacotes oferecidos: é muito importante que, depois de decidir o tipo de cobertura que mais lhe convir, você possa analisar os melhores pacotes para o seu perfil.
  2. Pesquise a franquia: quanto menor for o valor do seguro, mais alto será o valor da franquia. Muitas vezes isso pode não ser um bom negócio, já que nesses casos, os gastos com a franquia podem ser imensos. Portanto, avalie bem essa questão e veja o que mais valerá a pena no seu caso.
  3. Serviços adicionais: em alguns casos, contratar serviços adicionais pode ser uma boa ideia, como a cobertura de danos a terceiros, por exemplo, que cobre prejuízos com consertos no caso de colisão com outros veículos.
  4. Dispositivo antifurto: instalar um dispositivo antifurto no seu carro pode diminuir consideravelmente o valor da sua apólice de seguros. Tanto, bloqueadores como rastreadores podem lhe promover um bom desconto.
  5. Prefira o melhor custo-benefício: mais importante que apenas escolher o preço mais baixo, é escolher o tipo de seguro que mais lhe beneficie, dentro das suas condições financeiras.

São dicas simples, mas muito úteis para que você possa rever a cobertura do seu seguro, ou mesmo contratar um. Esteja atento aos detalhes e boa escolha!

Comentários