Com sinais de melhoras, construção civil oferece postos de trabalho em Sumaré

Na contramão da crise, rede Master House Manutenções e Reformas oferece 40 novas vagas na cidade do interior paulista

Embora um levantamento publicado no último mês de abril, realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base em dados do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE), tenha revelado nova baixa de vagas no setor – queda de 12,94%, ou 22,3 mil vagas a menos – em comparação ao mesmo período do ano passado, é possível identificar que algumas áreas do segmento começam a reagir ao momento de crise e já demonstram sinais de melhora. Exemplo disso é a abertura de mais de 40 novas oportunidades na cidade de Sumaré, onde a Master House Manutenções e Reformas mantém três unidades em operação. As vagas de trabalho são para profissionais de diversos níveis.

De acordo com Allan Comploier, diretor da rede de franquias, a iniciativa de contratar um grande número de mão de obra é uma aposta ousada, mas que tende a trazer bons resultados. “Pensamos que, ao contrário de todo o mercado, não devemos puxar o freio de mão, mas realizar investimentos em longo prazo, mesmo que comprometa (de forma leviana) a situação financeira no curto prazo. Sairemos da crise completamente fortalecidos e mais próximos do nosso objetivo, que é sermos referência nacional no segmento de reformas e manutenções”, explica.

As oportunidades são para o segmento da construção civil, como: eletricista, pedreiro, servente, encanador, pintor, jardineiro, gesseiro, ajudante geral, oficial de manutenção, serralheiro e encarrego de obras. Para concorrer a uma delas, é preciso ter experiência mínima comprovada de dois anos na área que o profissional se candidatar. Além da remuneração – que varia entre R$ 1.215 a R$ 2.227, dependendo do cargo –, a empresa também oferece alguns benefícios, como vale-transporte, vale-refeição e seguro de vida.

Para concorrer a uma das vagas, os interessados devem encaminhar o currículo detalhado ao departamento de Recursos Humanos da empresa pelo endereço eletrônico rh@masterhousesolucoes.com.br, informando no assunto a região de interesse para trabalhar.

Negócio que deu certo

Em 2011, ainda trabalhando para uma das maiores instituições financeiras do país, Comploier já flertava com a ideia de empreender, realizando estudos em diversos mercados para ter plena certeza de onde iniciar um negócio. Nessa época, precisando de um serviço de manutenção em sua residência, considerado simples, contratou uma franquia do segmento. Resultado: uma entrega bem abaixo das expectativas. A experiência abriu seus olhos para uma nova possibilidade.

Assim, após se aprofundar, analisar a futura concorrência e entender as falhas mais comuns, fundou, em 2012, aos 24 anos, a Master House Manutenções e Reformas. Embora o modelo tenha nascido já com a ideia de se tornar franquia, o empresário continuou realizando análises de mercado, adaptando o modelo, melhorando a estrutura e o funcionando com sua unidade própria. Então, somente ao final de 2014, decidiu por aderir ao sistema de franchising.

Desde o período em que passou a franquear, a empresa teve um crescimento de aproximadamente 370% em faturamento, encerrando 2016 com 60 unidades e faturando R$ 15 milhões. Para 2017, a meta é ultrapassar as 100 franquias, o que deve ser impulsionado com ajuda do Governo Federal, que anunciou medidas que vão beneficiar o setor da construção civil.

Comentários