Colocar silicone nos seios pode dar estrias?

Evitar o exagero no tamanho da prótese e seguir a recomendação de volume do cirurgião é um dos passos para não ter estrias pós-implante

colocar-silicone-nos-seios-pode-dar-estrias

Cirurgia plástica das mais procuradas, a prótese de mama sem dúvida é um sonho de consumo para muitas mulheres. Algumas pensam em aumentar as mamas pequenas, outras em melhorar a consistência ou até corrigir alguma flacidez leve.

Seja qual for o motivo, uma dúvida é comum a todas as pacientes: A prótese de mama pode dar estrias?

As estrias são cicatrizes na pele formadas pelo rompimento das fibras elásticas, ou seja, o esgarçamento da pele. Elas podem ocorrer toda vez em que a pele é estirada de forma abrupta.

Isso pode ocorrer em várias ocasiões, como, por exemplo, no crescimento rápido durante a adolescência (quando é comum ter estrias nos glúteos), na gravidez (tanto no abdômen quanto nas mamas), na amamentação (nas mamas) ou durante um grande ganho de peso (no abdômen, braços, pernas).

Sendo assim, a prótese de mama pode sim levar às estrias, pelo rápido estiramento da pele. Apesar de raro, isso é mais frequente em próteses muito grandes, devido ao consequente maior estiramento.

As mamas que já amamentaram, que têm uma certa flacidez, correm menor risco de estrias, pois a pele já não é tão rígida e laceia mais facilmente do que uma pele grossa e rígida.

Mas o que fazer para minimizar o risco das estrias?

Primeiramente, devemos deixar a pele preparada para o estiramento. Uma boa hidratação da pele, com hidratantes à base de ureia, torna as fibras elásticas ainda mais elásticas, com menor risco de rompimento.

Logo, sempre é importante hidratar a pele das mamas ao menos 2 vezes ao dia, um mês antes e 3 meses depois da cirurgia.

 

Escolher próteses de tamanho não exagerados, também ajuda, pois por mais hidratada que esteja a pele, uma prótese muito grande pode levar ao rompimento das fibras elásticas, mesmo que estejam bem elásticas.

A drenagem linfática depois da cirurgia também ajuda, pois faz as mamas desincharem mais rapidamente, retirando uma carga maior sobre o estiramento da pele. Vale lembrar que depois da cirurgia além da prótese, as mamas estarão ainda maiores pelo inchaço.

Desta forma, a surgimento de estrias em cirurgias de mamoplastia de aumento, acaba sendo um evento bastante raro. Porém, é sempre melhor prevenir, pois remediar em casos de estrias é bastante difícil e pode custar caro.

Fonte: Dicas de Mulher

Comentários

Notícias Relacionadas

Prefeitura quer renovar convênio com Santa Casa No final do ano passado o então Prefeito Luís Vanderlei Larguesa (PT), questionou a Administração da Santa Casa, sobre a não apresentação notas fiscai...
Gruca e ABRH Campinas realizam 19º Encontro dos pr... Evento terá as presenças de diretor do Linkedin e do COB, além do filósofo Mario Sérgio Cortella  Os desafios de atrair e reter talentos, as dificu...
Saúde destina R$ 579 milhões para cirurgias eletiv... Em 2012 foram realizadas pelo SUS 2,1 milhões de cirurgias eletivas. Foto: Antônio Cruz/ABr O Ministério da Saúde liberará para Estados e Município...
Saiba como funciona o transporte público em cinco ... Metrô da Cidade do México foi inaugurado cinco anos antes que de SP e tem o triplo de extensão; veja diferenças Diariamente, mais de 50 milhões d...