Caso Sandy: Suspeito de matar estudante da Unicamp é preso em Limeira

Foi preso na noite desta segunda-feira(03), um homem suspeito de matar a estudante da Unicamp Sandy Andrade dos Santos, de 21 anos, encontrada morta, próximo a Unicamp, na ultima sexta-feira(31), em Limeira, ele foi preso temporariamente em sua casa, na mesma cidade, o suspeito havia cumprido pena por estupro e estava solto a cerca de um ano, de acordo com a Polícia Civil.

 

Segundo o delegado seccional de Limeira e responsável pelo caso, Antônio Luis Tukamantel em coletiva na manhã desta terça-feira(4), o suspeito foi detido em sua casa, o homem identificado como Marcelo Soares de Moraes da Silva, de 29 anos e que confessou o crime não sabe o que teria motivado a ação, os policiais investigam a possibilidade de uma outra pessoa ter participação no assassinato e ou se foi a mando de alguem, ele deu diversas versões sobre o fato, Sandy foi encontrada morta na sexta-feira(31) em uma trilha a cerca de 2,5 km da universidade.

Segundo a polícia, em alguns momentos ele diz que foi contratado para buscar a jovem e levá-la para um matagal; em outros ele diz que agiu sozinho e também chegou a falar que tinha um caso com a vítima. O suspeito declarou ainda que não iria fazer nada com Sandy, mas como ela ficou muito nervosa e ele estava sob efeitos de entorpecentes acabou matando a estudante a facadas, os policiais ainda suspeitam que Sandy teria tirado uma de suas meias e enrrolado no pescoço para possivelmente estancar o sangue, ela teria caminhado alguns metros para fora da mata em direção a estrada para pedir socorro, mas caiu e faleceu, no local um dos tênis que a vítima usava estava a alguns metros do local onde o corpo foi econtrado, a princípio ela não teria sofrido violência sexual.

O jardineiro já havia ficado preso por cinco anos pelos crimes de estupro e tentativa de homicídio, ele, após confessar este homicídio ainda levou os investigadores até o local onde teria dispensado a bolsa e objetos de Sandy, o carro, um Ford Fiesta Prata possivelmente usado no crime,estava em sua residência, o veículo passou por uma minusiosa perícia já que foi lavado, e peritos encontraram manchas de sangue.

 

De acordo com com o delegado William Marchi, uma das suspeitas é que outra jovem de Limeira e que recebeu ameaças de morte e é parecida com a estudante seria a vítima,  ele não confirma se agiu a mando de outra pessoa ou se teria confundido Sandy com a outra mulher que foi ameaçada, outra suspeita considerada é a de estupro, apesar de ter confessado o crime, o suspeito preso na noite desta segunda-feira (3), deu versões divergentes sobre a motivação e como o assassinato foi cometido. “Essas versões têm caído por terra diante das contradições que ele mesmo revela. Estamos filtrando tudo e considerando os indícios que estão sendo levantados”, declarou Marchi.

Ainda segundo o delegado, o suspeito apontou outras pessoas como participantes do crime. “Estamos quebrando todos os sigilos telefônicos necessários para poder identificar o que ocorreu de verdade”, disse.

A estudante era de Embú-Guaçú, cursava o segundo ano de engenharia de manufatura no campus da Unicamp em Limeira, onde morava, ela foi encontrada morta em uma trilha nas proximidades do Parque Residencial Roland 2 por volta das 7h da manhã da última ultima sexta-feira(31).

De acordo com as primeiras investigações, a jovem foi morta depois que saiu de uma academia de ginástica na noite de quinta-feira (30), a algumas quadras da universidade.

Comoção

Devido à comoção na cidade, no país e na universidade com a morte da jovem, de acordo com a assessoria da Unicamp, as aulas ficarão suspensas até a próxima quarta-feira (5) nos cursos de graduação e pós da FCA e na Faculdade de Tecnologia, ambas em Limeira.

Além do luto, a pausa nas aulas é para que os alunos possam participar de atos programados durante a semana em protestos por melhores condições de segurança na cidade. Uma das atividades ocorreu nesta segunda e outro que ocorreu na tarde desta terça-feira, houve uma caminhada até a Prefeitura, e os alunos cobraram por mais segurança pública, ainda na coletiva foi anunciado a instalação da base da 5º Cia. Da Polícia Militar na região do Campus, após uma reunião, o diretor da FCA, Peter Schutz, comunicou aos alunos que em uma reunião realizada durante a manhã com o prefeito Mario Botion (PSD), representantes da Polícia Militar e do Legislativo ficou definido que um prédio próximo a universidade será cedido para a instalação da unidade da Polícia Militar.

O pai da estudante, Paulo Domingos dos Santos, durante uma reunião realizada na tarde de segunda, na Faculdade de Ciências Aplicadas, disse que a tragédia que ocorreu com a filha não pode mais se repetir. “Quando que vai acabar isso?”, desabafou.

O suspeito mostrou à polícia o local onde jogou a bolsa da vítima. Depois de encontrar a carteira e o celular da jovem, a equipe procura a faca que o suspeito disse ter usado no crime. “Ele confessou que a feriu com a arma, mas afirmou que jogou o objeto no mato”, relatou o delegado.

De acordo com a Polícia Civil de Limeira, o homem estava com o  veículo na mesma rua onde a vítima foi encontrada. Segundo o delegado Antônio Luis Tukamantel, o campus que fica no Jardim Santa Luiza, é alvo á anos dos universitários no quesito violência na região.

 

Reportagem: Rafael Rezende

Comentários