Campinas reduz homicídios e todas as modalidades de roubos e furtos

As reduções dos indicadores de criminalidade foram verificadas no mês de março e no primeiro trimestre deste ano

A região de Campinas apresentou queda nos homicídios dolosos e no número de vítimas desse indicador criminal em março e no primeiro trimestre. Todas as modalidades de roubos e furtos também tiveram queda nos dois comparativos.

O total de homicídios recuou 23,1%, de 26 para 20 registros no mês. No trimestre, o indicador caiu 11,1%, passando de 72 para 64 casos. Já o número de vítimas do indicador foi igual ao de ocorrências no mês e teve queda de 21,7% na soma de janeiro a março, diminuindo de 83 para 65.

Com os dois indicadores, as taxas de homicídio chegaram a 7,04 casos e 7,35 vítimas a cada 100 mil habitantes da região de Campinas.

Apesar de registrarem um caso, ante zero em março do ano passado, os latrocínios caíram 50% nos três primeiros meses deste ano, passando de quatro para dois. O número de vítimas do indicador foi igual ao de ocorrências, tanto no mês quanto no trimestre.

Os roubos em geral foram reduzidos em 39,4% no mês e a quantidade de crimes passou de 1.608 para 975. Entre janeiro e março, o indicador reduziu 29,3%, caindo de 4.410 para 3.119 registros contabilizados.

Os furtos em geral tiveram recuo de 17,9% no terceiro mês deste ano – o total de casos passou de 4.001 para 3.285. No trimestre, o indicador diminuiu 9%, passando de 10.785 para 9.816.

Os roubos de veículo apresentaram queda de 14,8%, passando de 493 para 420. Entre janeiro e março, a queda foi de 10,1%, de 1.259 para 1.132.

Os furtos de veículo, por sua vez, tiveram diminuição de 12,1% em março (de 703 para 618). Já no trimestre a queda foi de 2,6%, passando de 1.913 para 1.864 casos.

Os roubos de carga caíram 30,5%, indo de 59 para 41 boletins de ocorrência contabilizados em março. A queda do trimestre foi de 14,2%, passando de 148 para 127 registros.

Os roubos a banco ficaram zerados no terceiro mês do ano, ante dois casos no mesmo mês de 2017. Já entre janeiro e março, o indicador reduziu 87,5%, caindo de oito para uma ocorrência.

Já os estupros tiveram aumento de 30,1% em março, subindo de 73 para 95. Entre janeiro e março, o indicador cresceu 20,4%, indo de 221 para 266 ocorrências.

 

Fonte: SSP


Comentários