24Horas RMC

Balanço da Secretaria de Urbanismo destaca Indaiatuba Eco e Click Árvore

Pessoas visitam exposições no Indaiatuba Eco

 

A primeira edição do Indaiatuba Eco e o projeto Click Árvore estão entre os destaques do balanço do ano passado da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente. Em 2013, o comando da Secretaria também mudou e desde março está sob a responsabilidade do engenheiro José Carlos Selone.

O 1º Indaiatuba Eco foi realizado em junho e marcou o encerramento da programação da Semana do Meio Ambiente, organizada pelo Urbanismo. Cerca de 10 mil pessoas visitaram a exposição montada na Raia de Remo do Parque Ecológico com projetos ambientais, mini-fazenda, soltura de peixes e doação de mudas de árvores e de animais recolhidos pelo Centro de Reabilitação Animal e Zoonoses do município.

A proposta, segundo o secretário de Urbanismo, José Carlos Selone, era levar à população uma exposição diferenciada para mostrar projetos ligados à reciclagem, recuperação de nascentes, arborização urbana e biodiesel. “Nossa proposta era despertar a consciência ecológica nas pessoas com projetos concretos para que elas se sentissem naturalmente envolvidas no contexto. Acredito que cumprimos esse objetivo. As pessoas ficaram encantadas com o que viram e saíram de lá cheias de idéia para reaproveitar materiais, montar sua própria horta ou seu jardim e até móveis ecológicos”, explicou o secretário.

O Click Árvore Indaiatuba, lançado em setembro em comemoração ao Dia da Árvore, foi outro projeto da Secretaria que deu o que falar este ano. O link do projeto está disponível no site da Prefeitura – www.indaiatuba.sp.gov.br para que a população possa fazer o cadastro e escolher a espécie de árvore que quer que seja plantada na calçada de suas residências. A equipe do Urbanismo faz o plantio gratuitamente. Esse trabalho faz parte do Plano de Arborização Urbana de Indaiatuba, que tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida da população através da adoção de árvores. Até o final de novembro o projeto havia registrado o plantio de 748 mudas.

Com o Plano de Arborização Urbana foram feitos mais 3.822 plantios, por meio dos projetos Porta a Porta, que atendem bairros que apresentam um déficit maior de árvores, apontados pelo Censo da Árvore realizado em 2011, e de Doação de Mudas, que funciona pelos telefones 3801-8830 e 08007707702.

A Prefeitura continua o trabalho de recuperação de nascentes e APPs (Áreas de Preservação Permanente), também em parceria com proprietários rurais, e só este ano foi feito o plantio de 3.727 árvores de espécies nativas em nascentes. Às APPs urbanas foram destinadas 2.847 mudas e às rurais, 3.328.

No total, a Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente plantou 13.724 árvores em 2013, o que mostra que o município está cumprindo as metas estabelecidas no programa Município Verde Azul, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, que determina o plantio de 600 mudas mensais para arborização urbana no município de Indaiatuba. Hoje Indaiatuba tem 18,73% de copa de árvore na área urbana, e a meta é que em 2019 o município atinja 20% de copa, que a cobertura considerada ideal para a área urbana.

Para os plantios na área urbana, a Secretaria contou com as 4.737 de árvores doadas este ano pelas concessionárias de veículos instaladas no município, em cumprimento às leis municipais 5.362 e 6.051, que determinam o plantio de uma árvore por carro e moto vendidos na cidade.

 

Coleta seletiva

O Projeto Coleta Seletiva, da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente, rendeu para Indaiatuba o Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade 2013, na categoria Órgão Público. O Prêmio é realizado pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) em conjunto com a FDC (Fundação Dom Cabral) e visa identificar e disseminar práticas que melhorem a qualidade de vida das pessoas, das empresas e do planeta, dentro dos princípios de sustentabilidade e respeito socioambiental. A entrega do prêmio foi em abril.

Na relação de obras concluídas em 2013, o secretário José Carlos Selone aponta a construção de três novos ecopontos, sendo um na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Renata Guimarães, no Jardim Morumbi, que foi entregue em fevereiro, e outros dois na Emeb Dona Rosinha Candello, Jardim São Conrado, e Emeb Doardo Borsari, em Videiras, entregues em março. A Secretaria fecha o ano com 35 ecopontos espalhados pela cidade.

Para a coleta seletiva o município também conta com 255 pontos de coleta e um PEV (Posto de Coleta Voluntária), que contribuíram para a coleta de 1,5 mil toneladas de lixo reciclável em 2013. O material coletado, com exceção do óleo de cozinha usado, é enviado para o Centro de Triagem, que funciona no Aterro Sanitário, localizado na rodovia João Ceccon. Atualmente, o Centro de Triagem emprega 27 pessoas, sendo a maioria formada por ex-catadores de lixo e por pessoas oriundas do projeto Bolsa Família, do Governo Federal. Toda a renda gerada pelo Centro de Triagem é repassada aos projetos do Funssol (Fundo Social de Solidariedade) de Indaiatuba. “Este ano, repassamos cerca de R$ 280 mil ao Funssol, com a renda do material reciclável”, avisa Selone.

O trabalho de reciclagem no município compreende ainda a produção de biocombustível a partir do óleo de fritura usado. Em 2013 a nova Usina de Biodiesel produziu mais de 19 mil litros de biocombustível. A produção abastece veículos, entre caminhões e máquinas da frota da Prefeitura e do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto).

A novidade deste ano é que desde março deste ano, a Secretaria Municipal de Urbanismo e do Meio Ambiente passou a comercializar os resíduos do óleo usado na produção do biodiesel. O município arrecadou R$ 9.926,64 com a venda desses resíduos e o valor também foi destinado ao Funssol, conforme Decreto 10.553, de 20 de janeiro de 2010. “Na produção do biocombustível, cada litro de óleo gera em torno de 30% de resíduos. Dessa forma, damos a destinação correta a todo o óleo usado que coletamos e ainda podemos ajudar um pouco mais os projetos do Funssol”, justifica o secretário de Urbanismo.

O programa desenvolvido pela Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente para a coleta dos pneus que são descartados pelas borracharias da cidade, recolheu mais de 160 toneladas de material. O reaproveitamento dos pneus é feito por meio de um convênio com a Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), que recebe todo o material coletado na cidade.

Para a compostagem e Operação Cata Bagulo foram encaminhadas cerca de 6,5 mil toneladas de materias, e para o aterro de inertes foram mais de 81 mil metros cúbicos de entulhos restantes da construção civil.

 

Urbanizações

A primeira etapa do Parque da Criança foi uma das obras que o Urbanismo concluiu este em parceria com a Secretaria de Obras e Vias Públicas. Com a obra, mais um trecho do Parque Ecológico foi urbanizado, desta vez na Marginal Esquerda, em frente ao Parque Temático. A área de 10 mil metros quadrados recebeu iluminação, calçamento, fechamento da área com gradil e estacionamento para 100 veículos. O investimento de R$ 906.895,06, sendo R$ 690.140,67 provenientes de convênio firmado com Ministério do Turismo, é o restante da verba de R$ 1,7 milhão para a construção do Parque Temático, que integrará o complexo de lazer. Essa primeira etapa foi concluída em setembro de 2013 e expectativa do secretário é iniciada em janeiro de 2014.

Este ano a Secretaria também construiu duas áreas de lazer no Jardim Morada do Sol, entre as ruas Orlando Barnabé, Irineu Rocha Ribeiro e Jorge Scachetti. Além do paisagismo, das calçadas e da iluminação diferenciada, o local ganhou Academia ao Ar Livre (Academia da Terceira Idade) e um lago. A obra foi concluída em maio.

Trabalho não faltou para o Urbanismo em 2013 e a revitalização do Parque das Frutas foi mais deles. A pista de caminhada foi pavimentada e interligada por uma ponte metálica, o campo de futebol foi fechado com tela e toda a iluminação do Parque foi revisada. Na lista de áreas de lazer revitalizadas também estão as praças Alziro Zarur, na Cecap, e Oswaldo Stein, no Jardim Rossignatti, em frente à Rodoviária. A praça da Cecap ganhou estacionamento e Academia ao Ar Livre, e a praça Oswaldo Stein, teve os canteiros remodelados e um reforço de iluminação.

A urbanização da área de lazer do Jardim Monte Verde, que foi iniciada em maio, está em andamento e deve ser concluída no início do próximo ano. Desde junho o espaço já está com estacionamento pronto, que também atende os freqüentadores do Parque Temático. São 50 vagas posicionadas no início da área verde, de frente para a avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé. O local também já conta com os postes para a iluminação que seguem o modelo de luminárias instaladas no Parque Ecológico. Essa parte da urbanização foi a primeira a ser concluída, incluindo o paisagismo e as calçadas do entorno.

Logo acima do estacionamento foi aberto o trecho de prolongamento da rua Onório Novachi, na interligação com a rua Joaquim Emigdio de Campos Bicudo, que está pavimentado. A Secretaria trabalha agora na construção da quadra de tênis. “Estão em andamento os trabalhos de jardinagem em toda a extensão da área de lazer, com plantio de grama e de árvores, construção de calçadas e pista de caminhada no entorno, instalação de playgrounds e uma academia ao ar livre”, avisa Selone.

A urbanização do Parque Ecológico também continua a partir da rua 80, em um trecho de aproximadamente 1,5 quilômetro de extensão, até o Floresta Parque. A previsão é de que esse trabalho seja concluído em 2014.

 

Mais números

O secretário José Carlos Selone informa, ainda, que encerra 2013 com três novas Academias ao Ar Livre (Academia da Terceira Idade), sendo uma na Fazenda Água Branca, uma na praça da rua 86, no Jardim Morada do Sol, e outra na praça da Vila Brigadeiro Faria Lima (Cecap).

No Centro de Reabilitação Animal e Zoonoses foram recolhidos 154 animais, e doados 121. As castrações totalizaram 2.305 animai, sendo 930 gatas, 417 gatos, 627 cadelas e 331 cães.

Em 2013 o Departamento de Meio Ambiente emitiu 25 licenças ambientais, fez a aferição de 12 carros de propaganda voltante e realizou 6.880 vistorias e atendimentos à população, entre outros serviços.

Para completar, a rotina da Secretaria de Obras e Vias Públicas também incluiu a manutenção e limpeza de todas as praças e áreas de lazer do município e a coleta de lixo domiciliar. Segundo o secretário, com o foco na limpeza pública, este foi reformulada a forma de fazer a coleta, a Operação Cata Bagulho e a limpeza de rua. “Fizemos algumas mudanças com o objetivo de manter a cidade cada vez mais limpa e organizada”, comenta Selone.

Para otimizar os serviços das Secretarias de Urbanismo e do Meio Ambiente e de Obras e Vias Públicas, este ano foram investidos R$ 5 milhões em caminhões, máquinas e equipamentos. “Foi a maior compra de equipamentos já registrada pelas secretarias. Só o Urbanismo receberá 11 novos caminhões”, conclui.

 

 

Fotos: arquivo-Eliandro Figueira  SCS/PMI

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br