24Horas Artigos / Opinião Santa Bárbara d´Oeste

Artigo: Equipes bem administradas


As equipes normalmente assumem uma dentre três formas: equipes de solução de problemas, equipes de trabalho autogeridas e equipes interfuncionais. Raramente são dotadas de autoridade para implementar suas sugestões, mas seus integrantes trocam ideias e apresentam sugestões sobre como os processos e métodos de trabalho podem ser melhorados.

São autônomas, escolhem seus próprios membros e implementam e assumem responsabilidade por suas sugestões. As equipes de trabalho autogeridas se constituem de 10 a 15 pessoas que assumem as responsabilidades de seus supervisores anteriores e, nesse sentido, controlam o ritmo do trabalho, organizam as pausas no trabalho, determinam a distribuição das tarefas, decidem sobre os procedimentos de inspeção e escolhem e avaliam seus membros.

Nas equipes interfuncionais, funcionários posicionados aproximadamente no mesmo nível hierárquico, mas de diferentes áreas de trabalho, juntam-se para realizar uma tarefa.

Forças-tarefas e comitês constituídos de membros de diferentes linhas departamentais são exemplos de equipes interfuncionais. Essas equipes agilizam a troca de ideias entre diversas áreas no interior da organização ou entre diferentes organizações, o desenvolvimento de novas ideias e a solução de problemas e a coordenação de projetos complexos.

Membros de equipe eficazes se comunicam de maneira franca e honesta, é capaz de dar conta de diferenças e resolver conflitos e de sublimar metas pessoais em favor da equipe.

Uma vez que o sucesso de um funcionário não é mais determinado pelo desempenho individual, alguns funcionários resistirão ao trabalho em equipes. Assim, o desafio de criar bons participantes de equipe será maior onde (1) a cultura nacional for altamente individualista e (2) as equipes estiverem sendo introduzidas em um ambiente que sempre valorizou o feito individual.

Embora alguns trabalhadores não possam ser treinados, os seguintes métodos podem ser utilizados para converter indivíduos em participantes efetivos de uma equipe:

  • Seleção. Certificar-se de que os indivíduos, além de possuírem os requisitos técnicos, possam desempenhar seus papéis na equipe.
  • Treinamento. Mesmo os trabalhadores independentes podem ser treinados para se tornarem participantes de equipes.
  • Recompensas. O sistema de recompensas deve encorajar mais a cooperação do que a competição.

Robson Paniago é doutor em Ciências Empresariais pela Universidad Del Museo Social Argentino, mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – SP e Graduado em Administração pela Universidade São Marcos – SP. Atualmente é professor da IBE-FGV.

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br