24Horas Santa Bárbara d´Oeste

Alunos do NEI conquistam medalhas em mais uma edição da Olimpíada Brasileira de Robótica

Paulo Henrique Silva (dir) e Luigi Ferreira Bertelli (esq)

‘Criatividade adora restrições’, esta é uma frase que virou marca registrada da executiva Marissa Mayer, considerada uma “geek” que trabalhou no Google, desenvolvendo produtos por vários anos (hoje ela é presidente do Yahoo). Esta frase descreve bem a realidade do Brasil e da Olimpíada Brasileira de Robótica. Cada robô que é feito para a OBR, tem um pouco de improviso, um pouco de criatividade, um pouco do “Jeitinho Brasileiro”, no melhor dos sentidos. Isto mostra a capacidade do povo Brasileiro para improvisar, resolver problemas de forma criativa, e de fazer muito com poucos recursos. Somos exemplos vivos de que a criatividade adora estrições! A OBR não é exceção. Não temos muitos recursos financeiros, mas temos uma equipe muito animada, e em cada canto deste país os membros da equipe OBR estão prontos para criar, inovar e promover a robótica no Brasil. Este ano a OBR veio cheia de novidades, melhorando com base no sucesso e aprendizado dos anos anteriores”, afirma o Coordenador Nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica, Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca.

Há dez anos a Olimpíada Brasileira de Robótica tem cumprido sua missão que é disseminar a tecnologia pelo país de forma lúdica e inteligente, pois tem feito com que crianças, adolescentes e jovens desenvolvam habilidades no campo do conhecimento acadêmico e também o interesse pela tecnologia. Assim, todo ano, a OBR procura desafiar seus competidores com provas novas e cada vez mais difíceis, pois este é um dos objetivos da Olimpíada: desafiar os participantes a superarem seus limites.

Foi exatamente neste cenário, instigante e provocador, que os alunos Paulo Henrique Silva e Luigi Ferreira Bertelli, do 9º ano do Núcleo de Educação Integrada da Fundação Romi conquistaram suas medalhas. Segundo a Coordenação da OBR, é por meio das provas da Olimpíada Brasileira de Robótica que a engenharia, a automação e a robótica estão chegando mais próxima dos adolescentes e jovens, incentivando-os a se interessarem pelas carreiras na área de Ciência e Tecnologia, mostrando que os conhecimentos que eles adquirem na grade curricular das escolas são a base fundamental para este novo universo.

“Eventos como a Olimpíada Brasileira de Robótica têm despertado em nossos adolescentes a curiosidade e a vontade de aprender, sobretudo, quando veem a possibilidade de aplicar conceitos abstratos da Física, Matemática, e de outras ciências em seus projetos e protótipos. O estímulo ao profissionalismo destes alunos, a valorização da cooperação, da iniciação científica – deste muito cedo nos estudos – e suas vivências educacionais, autônomas e protagonistas, resultam em jovens mais bem preparados para os desafios das próximas etapas de estudo, para o direcionamento de suas futuras carreiras e, de imediato, torna-os mais participativos no processo de aprendizado”, afirma a Educadora de Tecnologia da Informação, Comunicação e Robótica, Magda Aparecida da Silva Rizzeto.

A Olimpíada Brasileira de Robótica é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo CNPq/MCTI/MEC/Capes. É uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos, gerida por professores e pesquisadores voluntários de renomadas instituições como UFSCAR, UNICAMP/Cotuca, UNESP, FEI, UFRN, FURG, UFES, UFSJ, SESI-SP, e apoiada por algumas das maiores sociedades científicas do país, como a Sociedade Brasileira de Computação (SBC), Sociedade Brasileira de Automática (SBA) e a RoboCup. Em todo o país, a OBR é organizada localmente com o apoio de dezenas de universidades e institutos de pesquisa.

Sobre o NEI

O Núcleo de Educação Integrada é uma escola de Ensino Fundamental II cujo sistema de ensino, próprio e inovador, faz do aluno agente ativo de seu próprio conhecimento e formação para a vida. Sua proposta pedagógica atende as exigências curriculares previstas pelo Ministério da Educação e se amplia à medida que as áreas do conhecimento se integram e resignificam o saber. Através de uma metodologia problematizadora, os adolescentes são instigados à pesquisa e a resolução de desafios, favorecendo o desenvolvimento de competências socioemocionais necessárias aos desafios contemporâneos, à autonomia e às relações interpessoais. Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br/nei. www.educacaoquetransforma.org.br

Sobre a Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 30 mil pessoas por ano através de seus dois grandes eixos: Educação e Cultura. Dentre elas está a manutenção do Núcleo de Educação Integrada, sua escola de Ensino Fundamental II, com atendimento integral de 300 adolescentes, e o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil, sua escola de Educação Infantil, voltada, prioritariamente, para o atendimento de mais de 100 crianças em situação de vulnerabilidade social. Além disso, promove, através de seu Centro de Documentação Histórica, o projeto de Educação Patrimonial que atende mais de 8mil crianças, da rede municipal do Ensino Fundamental I, para reconhecimento e conhecimento da história local como elemento de cultura e cidadania, e o Processamento Técnico da memória do município para guarda, preservação e disponibilização do acervo à população para consulta e pesquisa. Não bastasse isso, por meio de oficinas livres, culturais e de formação, a Estação Cultural atende mais de 10mil pessoas através de projetos de fomento à economia criativa, de elevação do status cultural e de ações socioeducativas. Tendo como apoiadora a Indústrias Romi S.A., instituições governamentais e não governamentais e demais parceiros da iniciativa privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir um maior número de beneficiários por meio de suas áreas de atuação, seus programas e projetos. Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br