Ação leva equipes de saúde na Vila da Melhor Idade em Nova Odessa

Secretaria de Saúde promove atendimentos periódicos a idosos que residem em moradias

 

A Prefeitura de Nova Odessa está realizando o trabalho preventivo e de acompanhamento médico dos moradores do conjunto habitacional da Vila da Melhor Idade. Nesta quarta-feira, dia 11, houve o lançamento do projeto “Saúde na Vila”, uma ação da Secretaria de Saúde com a presença das Unidades Móveis (médica e odontológica), Serviço Social e Vigilâncias em Saúde, Zoonoses e Epidemiológica, além do Setor de Transportes. Uma médica e uma auxiliar de enfermagem fizeram atendimentos nas casas dos idosos.

O projeto envolve os diversos setores da Saúde e ocorrerá mensalmente, enquanto profissionais do Setor Social e a profissional de enfermagem, que também atende no Clube da Melhor Idade, estarão realizando visitas semanais na Vila da Melhor Idade. Para os casos de encaminhamento de consultas, a abrangência do local é a UBS (Unidade Básica de Saúde) 5, do Jardim Alvorada.

O secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, ressalta o esforço da Prefeitura em conjunto do Clube da Melhor Idade e demais setores. “É uma forma de acolher os moradores com um atendimento mais humanizado. Uma força-tarefa que promove o atendimento preventivo de Saúde”, destaca Cocato. “Essa ação proporciona mais dignidade e qualidade de vida a essas pessoas”, acrescenta.

Além dos atendimentos médicos, foram fornecidas orientações sobre diversos aspectos das residências, como a limpeza das caixas de gordura, por exemplo. A ideia é evitar, entre outras coisas, o aparecimento de animais peçonhentos. A caída da água de chuva dos imóveis também foi verificada, assim como removidos pratos de plantas, como forma de combater a proliferação do mosquito transmissor da dengue.

Aprova – A ação foi aprovada pelos idosos que residem no local. “Gostei bastante. A gente tá precisando”, disse Maria Eunice da Cruz Meira, 76, que reside há seis na Vila da Melhor Idade. “Examinaram a minha ‘tosse seca’, que está me atormentando de noite”, detalha. A idosa teve aferida a pressão arterial e prescrito medicamento. “Assim é bom, porque evitamos idas ao hospital”, completa.

Justino Nate, 66, reside há um ano e oito meses no conjunto habitacional e também aprova o trabalho de acompanhamento. “É muito bom. Já olharam os remédios todos que eu tomo”, conta. Justino ainda passou na Unidade Odontológica, onde foi pedida dentadura e outros cuidados com os dentes.

O trabalho foi elogiado até por alguns dos moradores mais recentes da Vila da Melhor Idade. Junto da esposa Luzia, Eduardo Camargo de Lima mora há seis meses no local. “É importante esse trabalho, por ajudar a evitar problemas maiores de saúde”, diz. Lima recebeu atendimento médico e odontológico, sendo pedidos exames de ultrassom e hemograma, além de providenciada a troca de prótese dentária.

Localizada no Jardim Santa Rita 2, a Vila da Melhor Idade é um programa habitacional que atende a pessoas com mais de 60 anos, que não possuem casa própria pelas linhas tradicionais de financiamento. As residências são divididas em cinco blocos com seis imóveis cada, sendo que os beneficiados pelo projeto têm o direito de habitar gratuitamente e de forma vitalícia. Os moradores devem apenas arcar com os gastos dos serviços básicos como água, luz e telefone.

Comentários